quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Alguém atire em mim!

Fala Galera!
Estava aqui quando Fernando Jorge me envia uma bomba pelo skype. Ele me mostra um trecho de 2 minutos da nova série dos Looney Tunes. Não aquela 3D bonita do Coyote mas a nova série animada digitalmente em 2D na turma mais louca e subvertida da animação. Imagino que muitas lendas da animação estão se revirando no túmulo agora. Pernalonga tem um carro, uma casa suburbana e é tão sem graça que dá sono. Já Patolino foi assassinado, mataram mesmo, não foi assim uma reestilização, foi um crime brutal de estupro psicológico com o personagem.
segue o link do abuso:
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/08/looney-tunes-retorna-tv-com-mais-cara-de-sitcom-do-que-de-animacao.html
Eu entendo que hoje nada politicamente incorreto passa na tv, principalmente para as crianças, mas estamos matando aspectos importantes da vida infantil, que é não ter tudo direcionado para ela, fazendo com que o mundo seja interessante, diferente e desafiador para ela. Estamos criando um mundo chato, sem graça e sem cor para as crianças de hoje em dia onde os TeleTubies são reis eternos da mediocridade das mentes que querem proteger as crianças e sendo assim iniciaram uma caça as bruxas na animação e a regra hoje é: Não Pode!

  1. Não pode não ser educado
  2. Não pode beijo na boca entre personagens
  3. Não pode armas
  4. Não pode violência
  5. Não pode bebida
  6. Não pode tirar sarro 
  7. Não pode Escraxar 
  8. Não pode Sensualidade
  9. Não pode Subersão 
  10. Não pode ser livre!
Enfim nesse mundo do não pode, nesse universo colorido, nos quais protegemos as crianças das más influências, a cada 10 crianças no Brasil que sofrem abusos sexuais, repito, a cada 10 crianças no nosso Brasil, 4, isso mesmo, 4 sofrem abusos sexuais dentro de casa, pelo próprio pai.
Deixo aqui embaixo os defuntos, os personagens que matamos em pról das nossas crianças e da infância imaculada...












6 comentários:

Fernando Herrera disse...

Nass.. q lixo

E Tex avery se revira no túmulo.

Fred Spósito disse...

Estou indignado e sem palavras.

estevaolucas disse...

Parabéns pelo texto, especialmente pela parte que você fala sobre o mundo direcionado e chato. Infelizmente quem perde com isso é a criatividade.

A propósito, os personagens ganharam um estilo mais contemporâneo, total influência de Joh Kricfalusi.

Mais uma vez parabéns pelo texto.

Keith Rios disse...

realmente decepcionante

Jorge Zagatto Neto disse...

Nada melhor do que esses vídeos para endossar o texto!

Jorge Zagatto Neto disse...

Bruno, olha essa entrevista do Paul Terry, de 1955. Fala exatamente desse assunto:
http://www.cartoonbrew.com/classic/paul-terry-tells-tv-guide-in-1955-kids-love-violence.html