sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Dicas de Animação com o Faisca - 002 / Animation Tips with Sparky -002

Fala Galera!
Esse post aqui tem a ver com uma coisa muito importante no mundo da animação e da vida em geral.
Não mergulhe na tristeza!


Isso pode parecer até frase de música do Zeca Pagodinho mas a real importância dessa frase é que a nossa vida é cercada de problemas, muitas vezes não temos o que gostaríamos ou outras vezes simplesmente não conseguimos aquele emprego ou não conseguimos sair do lugar. Aí a primeira coisa que acontece dentro da gente é que a chama, a paixão pelo que fazemos vai diminuindo, muitas vezes sem que a gente perceba. E quando percebemos já estamos até o pescoço da tristeza. E isso é um grande problema para nós, animadores porque quando estamos tristes, produzimos menos, buscamos menos possibilidades e acabamos por aceitar qualquer coisa que passa na nossa frente sem dar o valor para quem somos. Quando a gente percebe que a tristeza se instalou é quando a gente abre o Maya, falando que vai animar uma cena pro portfólio mas fica 30 minutos girando o personagem em T pose pela perspectiva. Ou quando ficamos em dúvida de algum áudio para animar e no fim não escolhemos nenhum. O playstation fica cada vez mais convidativo e a animação em si fica cada vez mais distante. Aí a gente começa a culpar o tempo, a namorada, a vida, o cachorro ou qualquer um que passar na frente por estarmos naquela situação quando o que precisamos realmente perceber é que o nosso humor é diretamente proporcional a como você encara a vida. Se você se deixar abater, a vida passa por cima. Eu acho a vida incrível e cheia de oportunidades porque é assim que eu me apresento para ela, mas quem me conhece sabe que eu tive que colocar os dois pés bem fundos na terra pra aguentar situações absurdamente desmotivantes, já fiquei sem emprego, sem casa, mudei de cidade, morei na casa da tia enfim conheço os degraus de cima e de baixo da vida. Porém esse tipo de coisa sempre me foi o impulso para superar, para crescer. Não há crescimento se esforço, sem rompimento, sem dor. A vida não é fácil, mesmo que você tenha nascido muito bem de vida, as dificuldades se apresentam em todos os níveis.
Mas ao final da batalha, você tem que estar pronto pra lutar as próximas que virão, porque a vida é uma aventura que não passa na Sessão da Tarde. Ela pode te machucar feio se você não tiver dentro de si força para levantar do chão. Parafraseando Rocky Balboa, não é quantas vezes a vida te derruba, mas quantas vezes você levanta.
Então cabeça erguida sempre, nunca culpe os outros pela situação em que você está, olhe para si mesmo e perceba o que você plantou a 3 anos atrás está sendo colhido hoje. Escolha bem suas sementes!
Abraços,



Hey there guys,
This post for me means a lot because I really leaved thru and many people that surrounds me too.
And the tip I would like to give is: 
Do NOT let sadness take you down.
This may sound like a stick phrase but it is so true in our life as artists, as animators.
In our lives, many things have a time that may seem odd to us or we can’t see things clear at some point in life or maybe life isn’t returning things we would like to be, maybe we are stuck in a bad job or without job at all. And that’s the key ingredients for a total sadness environment. I won’t say depression because depression is a disease and I believe that we can get real deep sad without been depressed.
Anyway, once you let this feeling hit you, it ll turn your life upside down because we as artists, we need to be focused, to be joyful about what we are doing to pursuit our goals. But when this moment comes and we let it happen we begin to produce even lesser, to be lesser creative, to have worse ideas and to expose ourselves and our thought even less. So we put ourselves into a shelf that will only hurt us more but in that particular moment, it seems a good place to stay. And we start to think that everyone around is the responsible for our bad fortune, that your boss can’t see your qualities, that your work colleagues are avoiding you and things like that. We tend to blame the outsider, the others instead of looking to ourselves and see that the responsible for our ruin is us. Period.
Well, life is not easy and I guess everybody kind of understands it but we need to be prepared to face these bad moments in our own life and overcome.
It’s not easy to do so if you are doing everything right so imagine how harder it is if you are doing bad choices.
Life offered me many possibilities for me to fall, lost job, lost house, went to live with aunt. But I never quit, I’m standing still against the wind (I should credit U2 for this phrase!) It’s pretty important for us to understand that every step we take will echo in the future, bringing a new tone, a new sound to our lives. So it’s our call, what we ll hear when the echo comes back? 
So don’t just wait for life, it has much more things to do then wait for you. Surprise life, extend its possibilities because we can, if we have the guts to not let us fall.

2 comentários:

Zica disse...

Oi,Bruno.É a primeira vez q resolvi postar algum comentário em uma pagina.Realmente suas palavras fazem parte da animação e é algo geral dentro do universo artistico,tbm sou dakeles q pensam q a animação é a sua vida e q vc nasceu pra ser um animador como Fred Moore,Don Bluth,Glen Keane,enfim...To passando por situações do tipo q vc descreveu.Mas...sabe aquela intuição....é,se eu não me tornar o animador que eu quero,um Dale Baer da vida,vo morrer tentando.Abraço.Gostaria muitiiiissimo d ter vc no meu msn > zica2d@hotmail.com. Alias meu blog é esse> zica2d.blogspot.com, é muito podre,da vergonha d mostrar mas logo,logo vo avançar um pouquinho.Valeu.

Marcos disse...

Oi, Bruno. Tudo bem?
Acabei de ler sua dica de animação 002 e vi exatamente o que esta acontecendo comigo. Estou trabalhando em projetos pessoais para melhorar meu portfolio. Quero terminar uma animação, mas eu fico "enrolando, enrolando" (abrindo o maya, so olhando pra tela) e acabo colocando culpa no tempo,ou em outra coisa, quando não avanço no meu trabalho. Realmente a tristeza pode pegar a gente facilmente. Ela tem um poder de sedução muito grande pra baixar nosso astral, transformando a gente na pessoa mais "zero a esquerda" do mundo. Com o passar do tempo, a ideia de ser um grande animador vai diminuindo. As pessoas ficam dizendo: "você tem que trabalhar, garantir o leite das crianças, bla bla bla, desempregado, bla bla bla"
- são palavras duras que te levam a pensar em largar tudo e trabalhar como assistente de padeiro so para garantir o pao do dia-a-dia.
Quero te agradecer por essas palavras de força, que levantam o astral de qualquer artista que se encontra num momento de solidão.

Um forte abraço e muito obrigado

Marcos